segunda-feira, 31 de maio de 2010

sábado, 29 de maio de 2010

Aceitação não é respeito.

E interessante como as pessoas costumam confudir aceitação e respeito, como se ambas fossem sinônimos.
Aceitação é aprovar, concordar, fica de acordo, reconhecer.
Respeito é uma palavra que vem do latim respicere que significa olhar para trás. Isso evoca a idéia de julgar alguma coisa em relação ao que foi feito quando é valoroso ser reconhecido.
Há mais ou menos um ano e meio eu coloquei pra minha mãe e alguns amigos o fato de ser bissexual. Como era de se esperar, houve atrito, muita discussão e desentendimento com minha mãe. Isso porque o olhar dela, não diferente do olhar de muitos, era de que a partir do momento que eu me coloquei como bissexual, eu deixei de ser tudo aquilo que eu era e passei a ser só bissexual. Os amigos com um pouco de jeito foram aceitando sem tantos traumas.
Passado o choque, as coisas foram tomando assento e por parte de minha mãe, tudo foi ficando mais tranquilo e sem tanto atrito, discussão ou desentendimento.
Até que outro dia, ela veio e falou assim pra mim:
"Estou tentando colocar na minha cabeça que eu tenho que aceitar você assim, por que você é meu filho."
Errado!
Eu não quero ser aceito, eu quero ser respeitado.
Eu não quero uma aceitação conformista e submissa, que me aceita mais por obrigação do que por respeito.
Eu não quero ser compreendido, desde que sei e posso reconher no outro as limitações de compreender porque alguem gosta de azul e outro não, porque um cara gosta de mulher (sendo considerado normal) e outro não (e é considerado aberrante).
Eu quero apenas que possa olhar pra mim e ver uma individualidade, um ser com potencialidades e limitações e não O bissexual.
Compreendo as questões maternas e o quanto pra ela é complicado compreender tudo isso. Nem é culpa dela. Ela é vitima de um regime secular onde o diferente é olhado de forma diferente. Pena que esse olhar seja tão cheio de humilhação e preconceito, acabando por ferir e magoar.
Compreendo que justamente pelas feridas e açoites provocados por esse olhar é que pra ela seja tão dificil. Afinal seu instinto materno lhes cobra o papel de proteger.
E embora compreenda suas questões e ansiedades maternas, mesmo assim não quero aceitação, tolerancia ou compreenção por eu ser bissexual. Quero o respeito!

Friends

Eu adoro observar as relações humanas e talvez a amizade seja uma das suas manifestações mais interessantes. É curioso observar o desenvolvemento de laços de afeto com "um outro" o qual não se tem nenhum outro laço, nem mesmo o de consanguineidade. Chego a crer que muitos laços de amizades sejam mais fortes que laços familiares, embora as relações familiares desenvolva o conhecimento mútuo, a afeição e o altruísmo que são todos expressões da amizade.
A amizade extrapola as relações romântico-sexuais. Se fortalece na troca de experiências e na construção de uma relação alicerçada no constante investimento de confiança e lealdade.
É assim que foi se moldando a relação que tenho com duas amigas (existe um terceiro elemento que se encontra um pouco ausente, mas não cabe falar desta, neste episódio em especial). Nos conhecemos ainda na universidade e só depois de concluirmos o curso é que nossos caminhos se entrelaçaram de fato e de vez. O que foi curioso. Imaginava que quando terminassemos o curso, iria ser um pra cada lado e "até um dia!". Ledo engano, nossos caminhos pareciam ainda mais comuns ao fim do curso. Fazem cinco anos que nos formamos e são cinco anos juntos. Chego a conhecer mais sobre cada uma, do que sei mais de mim mesmo ou sobre meus próprios irmãos (de sangue).
E amizade não se faz só de momentos bons, são justamente os momentos desagradáveis, as discordâncias de atitudes, as alfinetadas discretas ou facadas pragmáticas, as revelações bombásticas, o ter que olhar o antigo amigo sob uma nova ótica, que fizeram com que existissem tantos bons momentos.
Final de semana passado, bebiamos em um bar, num desses encontros raros e por isso mesmo precioso. E conversa vai, conversa vem... eis que iniciou uma roda de defeitos e virtudes. Cada um começou a apresentar o pior defeito do outro e sua melhor virtude. Quase uma versão do famigerado jogo da verdade. Curioso é que vi o quanto crescemos nesses cinco anos. Pôde ver o quanto amadurecemos nossa relação ao perceber que pôdemos ser verdadeiros, sem pudores, sem limitações, sem tantas restrições (mesmo porque o alcool já não permitia) e falar do erro do outro sem que isso fosse usado como uma arma pra ferir, e escutar sem que fosse vergonhoso ter atitudes equivocadas, sem que fosse um engano ser um ser humano, humano. Poder escutar as virtudes e não se gabar de ser, mas ficar feliz pelo outro ter podido observar o melhor que existe em cada um. De repente criou-se uma atmosfesra tão agradável, tão amiga. Saber que o outro existia fez uma diferença impressionante na singular existência de cada um.
Já amanhecendo fomos para casa, e de presente ganhamos um banho de orvalho e um raiar de sol lindo.
Viva a amizade!!!

domingo, 23 de maio de 2010

Anime-se

Gente, tá rolando de 21 a 27 de maio, ou seja desde sexta o II Festival Internacional de Cinema de Animação de Pernambuco ou ANIMAGE. A mostra competitiva ocorre no Centro Cultural Correios e Cinema da FUNDAJ e a mostra não competitiva no Parque 13 de Maio e morro da Conceição. Tive ontem na FUNDAJ conferindo alguns curtas e adorei. Fica a dica pra quem quiser conferir.
Ah... é de grátis!!!

Bom dia Recife!!!


Uma noite com amigos, que se estende madrugada afora e termina com todos cansados porem felizes. Essas foram imagens de Recife hoje pela manhã... Sou apaixonado por tudo isso!!!
As fotos foram tiradas as 05:30hs na Ponte Duarte Coelho, Centro do Recife, uma das tantas existentes.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Há um vilarejo aqui

Come-come...

Bom essa é pra minha geração.
Hoje o joguinho de video game mais famoso do mundo esta fazendo 30 aninhos.
O Pac-Man está soprando velinhas!!!!
Ele foi criado pelo designer Toru Iwatani, que desejava na época inventar um jogo um pouco diferente daqueles do tipo “tiroteio”, e que também pudesse ser parecido a um desenho-animado.
Ai ai... quando lembro que passava horas bolando altas estrategias, jogando Pac-Man no meu Atari.
Em sua época, foi um dos jogos mais populares, tendo diversos tipos de versões. O jogo é simples, e no Brasil era chamado por alguns de “Come-Come”. O objetivo do jogo é comer as bolinhas, sem ser pêgo pelos “monstrinhos”.
A geração atual nem deve saber que porra é Atari e talvez ache sem graça uma carinha esfomeada comendo bolinhas e fugindo de fantasminhas que se duplicam, triplicam e por ai vai. Contudo, na minha geração era o que tinha de melhor.
Hoje eu prefiro jogar outras versões de Come-Come bem interessantes... ai, ai... vamos soprar a velinha!!!

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Los Hermanos em Recife!!!

Bom o que vou dizer talvez nem seja mais novidade, afinal pelo o que vi, já tem blog anunciando aos quatro cantos do mundo, como uma trombeta apocaliptica, mas lá vai... segure seu coração...
Los Hermanos vai fazer show em Recife no segundo semestre do ano!!!
Para quem é fã mesmo, sabe que a banda não existe mais, mas vez ou outra eles resolvem matar a saudade e se reunem. Em entrevista a revista Trip, Marcelo Camelo confirmou dois shows dos Los Hermanos para o segundo semestre, um em Salvador e outro em... RECIFE!
Contudo, calma... já ouvi um zum zum zum que não está nada confirmado e que isso é só uma possibilidade.
Bom, tomara que eles venham e façam um show do caralho... ops!... dsculpa!!!
Ah, outra coisa, segundo pôde sondar a banda prefere fazer o show em um teatro pequeno, devido a acústica do som, o que deve limitar o número de ingressos. Logo, prepare sua barraca pra dormir na fila, pq os ingressos serão disputados a tapa...

sábado, 15 de maio de 2010

Birthday!!!

Próximo dia 18 de maio o Teatro Santa Isabel comemorará 160 anos. O Teatro é um dos 14 teatros-monumento do país reconhecidos como Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, título que ganhou em 1949. Sua história tem páginas repletas de óperas, dramas, concertos, comédias, torneios de oratórias, solenidades cívicas e políticas, bailes, festas e jantares.  E para comemorar a data, a Prefeitura do Recife, divulgou uma programação com espetaculos nacionas. A festa começa próximo dia 17, com o lançamento de um carimbo e de um selo, seguido pela apresentação de Sa Grama. No dia 18, se apresenta Bibi Ferreira, acompanhada pela Orquestra Sinfônica do Recife.  Nos dias 20 e 21 é a vez de subir ao palco as atrizes Nathália Thimberg e Rosamaria Murtinho com a montagem Sopros de vida. Nos dias 22 e 23, é a vez de Marisa Orth interpretar Simone de Beauvoir e seu suposto encontro com Dorinha, uma estudante de letras do Recife na montagem O inferno sou eu.
Gerou-se um certo bafafá pela ausência da prata da casa (Companhias daqui de Recife) na comemoração e dos caches astronômicos que serão pagos.
Artistas pernambucanos irão abraçar o prédio do Teatro de Santa Isabel na próxima segunda feira as 20h; o ato não significa um protesto contra a escolha dos artistas nacionais para a programação especial, mas contra a falta de representatividade regional na comemoração (da área de cênicas, já que Sa Grama e a Orquestra Sinfônica do Recife vão se apresentar) e contra, segundo a própria classe, falhas (ou mesmo a ausência) de uma política pública para as artes cênicas.


quarta-feira, 12 de maio de 2010

Glam in Black

Mais uma vez Recife vai abrir espaço pra festa mais charmosa da cidade. É a festa Glam in Black que será próximo dia 15 (sábado agora, se liga ai!!!) começando as 22:59hs (23:00hs... embora que as coisas só começam a bombar mais tarde). Os ingressos estão sendo vendidos na Chilli Beans e na Aluska e custam 20,00 antecipado e 25,00 na hora. O evento acontecerá no Casarão da Várzea que fica na R. São Francisco de Paula,175. Bom, pra quem não sabe onde fica a dica é após o Caxangá Golf Club, entra na rua do posto ESSO. Ah, detalhe...o tema da festa, como o próprio nome ja diz, é preto, onde todas as pessoas da festa devem esta devidamente vestidas com o a cor da festa. Quem agita a galera é a Dj Grá Ferreira (SP/ The Week), Dj Gera, DJ Faia e DJ Bob feat Iana.

segunda-feira, 10 de maio de 2010

A polêmica continua...

A polêmica emenda 122/2006 foi discutida hoje na Câmara de Vereadores de Pernambuco, pela Frente Parlamentar pela Cidadania LGBT, presidida pelo deputado estadual Isaltino Nascimento (PT) com a presença de vereadores, deputados estaduais e federais. O projeto de lei coloca que todo cidadão ou cidadã que sofrer discriminação por causa de sua orientação sexual e identidade de gênero pode prestar queixa numa delegacia e o réu estará sujeito a penas que podem chegar a cinco anos de reclusão. O projeto ainda considera crime ofensas a um casal homossexual que esteja se beijando na rua. A questão é polêmica e não falta opositores. A postura contrária ganha força pela bancada evangélica do Congresso Nacional e na internet está cheia de artigos publicados por padres contra o PL 122/06. Os opositores alegam que a  proposta é, na realidade, heterofóbico e contrário ao pleno exercício da liberdade religiosa. 
É possivel ler mais no link: 

Agende-se...

Se liga nessa galera, pela 4º ano consecutivo o Recife recebe o Festival Palco Giratório, evento promovido pelo SESC que mistura vários estilos e linguagem cênica. O Festival teve início no último dia 08 de maio, mas ainda dá tempo de se programar porque ele se estende até o dia 30 deste mês e traz 35 espetáculos de 30 companhias. O evento conta com palestras e oficinas. Vale a pena entrar no site (http://www.sesc-pe.com.br/palco2010/index.asp) e conferir toda a programação. Trata-se de um dos maiores eventos de artes cênicas do país e que acontece em mais sete cidades do país ao longo do ano.

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Tô de olho...

Dando um passeio pelos meus blogs favoritos e outros tantos, eis que encontro no blog do Kiko Raize uma postagem sobre a Marina Silva (http://kikoriaze.wordpress.com/2010/04/14/papo-chato-porem-relevante/). Segundo o post num evento político em Minas Gerais, Marina Silva escondeu a bandeira do movimento LGBT que ganhou do vereador assumido do PV Sander Simaglio.
A senadora em defesa colocou em seu site (http://www.minhamarina.org.br/blog/2010/04/o-que-penso-a-respeito-do-movimento-lgbts/) um nota onde diz que "política deve ser feita com respeito, sem proselitismo". "Na condição de pré-candidata à Presidência da República, me coloco como postulante a representar todos os brasileiros, independentemente do que pensam, de sua orientação sexual, do que creem ou de sua militância. Minha história é meu compromisso". A candidata ainda ressalta que mesmo que sua "conduta moral e ética integrem valores da fé cristã, que professo, não discrimino quem quer que seja e defendo plena cidadania para todos. O mesmo espero de todas as outras pessoas, candidatos ou não".
A atitude da Marina Silva embora autêntica, me faz colocar as barbas de molho. Estamos em ano eleitoral, e não vai faltar candidatos indo a paradas gays e levantando bandeira do movimeto LGBT. Mesmo que nenhum avanço se tenha, depois de eleitos, com relação aos direitos civis dos homossexuais. 
Um estado democrático, laico, com liberdade de expressão e direitos iguais se faz quando se governa para todos e não para uma minoria que se acha maioria.
Tô de olho...

sábado, 1 de maio de 2010

As estações

Por enquanto, garoa.
Contudo, garoa agora, pois até ontem chovia torrencialmente.
Por enquanto, sinto o leve sopro do vento.
Contudo, é leve agora, pois até ontem tinha a força dos furacões.
Até ontem havia a tempestade da confusão,
o silencioso estrondo do fim,
o encharco de minha alma lavada de pranto,
a violência do vento que desnorteava meu leste;
me alijava dos sentidos;
me fazia de móbile no meio da tempestade.
Por enquanto, sinto o frescor do tempo.
Contudo, é fresco agora, pois até ontem era insuportavelmente quente.
Por enquanto, sinto o orvalho.
Contudo, é umido agora, pois até ontem era seco e sufocante.
Até ontem era quente o bastante para me sentir arder em febre e fúria.
A ausência de sua figura concreta me sufocava o peito,
me ressecava a alma. Meu corpo sentia a nauseante falta do teu suor;
minha boca rachava pela ausência dos teus lábios,
meu peito estertorava de angustia pela sua perda;
a vida se ressentia do amargo gosto de fel,
da profunda tristeza; do desatino da dor.
Por enquanto, tenho uma alma rachada pela erosão do desencanto,
um coração de águas turvas de sentimentos conflitantes.
Contudo, embora o tempo me traga a primavera e me permeie com o alvorecer de novas esperanças
ainda posso sentir forte dentro de mim
o beijo quente no teu verão,
o adeus gelado no meu inverno
as folhas mortas no nosso outono.